Janeiro Branco tem cantoria na Policlínica de Posse em atenção ao cuidado à saúde mental. Cantor Charles Valente foi voluntário na ação

A Policlínica de Posse teve na tarde dessa quinta-feira, 21, uma ação de interação voltada para o cuidado à saúde mental. A atividade faz parte da comemoração do Janeiro Branco, que em todo o país busca interagir profissionais da saúde e a comunidade para as questões e necessidades relacionadas à Saúde Mental e Emocional das pessoas e das instituições humanas.

O cantor Charles Valente, tradicional artista da região fez uma apresentação de voz e violão com repertório de canções da Música Popular Brasileira e agradou pacientes e colaboradores da unidade. Músicas conhecidas de artistas renomados como Alceu Valença, Zé Ramalho, Fagner e Luiz Gonzaga fizeram a alegria da plateia que ouviu sua apresentação.

“Fazer atos voluntários como esse é prazeroso e nos enche de alegria também. Afinal diz a máxima que o artista tem de ir aonde o povo está e atendemos o pedido da Policlínica para trazer um pouco de alegria através da música para essas pessoas”, comentou o artista.

O diretor da unidade, Tadeu Grembecki, frisou que durante todo o mês foram realizadas palestras, momentos de integração e ciclos de conversas visando potencializar o objetivo do Janeiro Branco.

“Em momentos de crise como essa pandemia que estamos vivendo é imprescindível uma atenção maior à saúde mental de nossos colaboradores que estão na linha de frente da atenção à saúde e da população. Assim, vamos buscando alternativas para realizar sempre um serviço humanizado e integrado à comunidade”, ressalta.

Desde 2014 são realizadas campanhas como essa do Janeiro Branco. São ações que geram conscientização, combatem tabus, mudam paradigmas, orientam os indivíduos e inspiram autoridades a respeito de importantes questões relacionadas às vidas de todo mundo. “O Janeiro Branco é uma fonte inesgotável de ações e de reflexões”, finaliza o diretor.

Fonte: Jornal Diário da Manhã
Por Hélmiton Prateado
Foto: Divulgação

Ajustar fonte